À medida que um pequeno negócio cresce, vai naturalmente aumentando a complexidade de sua administração. Fazer Controle Financeiro para Micro e Pequenas Empresas é um dos grandes desafios para os empreendedores. O empresário, que antes fazia tudo praticamente sozinho, começa a sentir a necessidade de dividir tarefas, contratar mais pessoas e ter outros sócios, em alguns casos.

Nesse universo de atividades, uma tarefa requer especial atenção: a gestão financeira.

Gestão financeira

Chamamos de gestão financeira o conjunto das ações e procedimentos administrativos relacionados com o planejamento, execução, análise e controle das atividades financeiras do pequeno negócio. Em palavras simples: obter o máximo de lucro (ou resultado) com nossas atividades.

Para iniciar uma boa gestão financeira, o primeiro passo é tomar uma decisão importante: separar o dinheiro do pequeno negócio do dinheiro das despesas particulares (manutenção da família).

É praxe misturar a Pessoa Física com a Pessoa Jurídica nos pequenos negócios. O caixa para pagar e receber é um só e isto atrapalha ou impede a gestão financeira do pequeno negócio.

Faça o controle do fluxo de caixa

Todos os recursos que entram e saem de uma empresa precisam ser registrados com total exatidão. O controle do fluxo de caixa é fundamental. Com ele, o empreendedor saberá, por exemplo, quanto foi os gastos mensais com pagamentos de fornecedores, colaboradores, dívidas, e também saberá quanto recebeu com vendas e até investimento.

Aumente seu capital de giro

Outra questão é que o empresário consiga aumentar seu capital de giro. Esse nada mais é do que o recurso necessário para que a empresa consiga continuar suas atividades.

Por exemplo, o capital de giro é o recurso utilizado para pagar os colaboradores, fornecedores etc. Sendo assim, ele precisa ser alto. Quanto maior melhor, já que isso indica que a empresa está se sustentando sozinha e sem necessidade de investimentos extras

Invista em ferramentas de qualidade

A tecnologia deve ser uma aliada no controle financeiro. Atualmente, há diversas ferramentas que permitem desenvolver uma gestão mais eficaz. Há ferramentas para controle do fluxo de caixa, para balanços etc. É interessante que o empreendedor conheça todas as opções disponíveis e verifique qual, de fato, pode ser benéfica para o seu negócio.

Negocie os prazos com fornecedores

Os fornecedores não devem ser inimigos da empresa. Ao contrário, eles precisam ser parceiros que ajudem o negócio a crescer. Já que isso também beneficiará a eles, pois o empreendedor comprará ainda mais.

Sendo assim, uma recomendação para um bom controle financeiro, e também para reduzir os gastos, é conversar com os fornecedores. Verifique a disponibilidade de aumento dos prazos de pagamento e até mesmo redução dos valores.

Conte com a ajuda de um escritório de contabilidade

A contabilidade ainda é algo essencial, principalmente para empresas que estão iniciando suas atividades. Ela permite, por exemplo, que o empreendedor consiga ter uma empresa aberta com agilidade.

Além disso, o contador pode realizar o controle do fluxo de caixa com qualidade. Ele também pode realizar a folha de pagamento, declaração do imposto de renda e ainda desenvolver um planejamento tributário, algo que permitirá uma economia considerável no momento de pagar os impostos.

Por fim, vale lembrar que as dicas de controle financeiro, mencionadas neste artigo, são apenas um ponto de partida. O empreendedor deve ir além, pois esse conhecimento é estratégico para que o negócio, de fato, consiga aumentar suas vendas e, como consequência, seus lucros.

Agora que você já sabe como fazer o controle financeiro de micro e pequena empresa, o que acha de ir além? 

Conheça nossos planos e diferenciais  

Categories:

Tags:

Comments are closed

× Fale conosco