Uma das principais dúvidas dos brasileiros é sobre como abrir seu próprio negócio. As vantagens de ter uma empresa são: maior independência financeira, autogerenciamento, além da possibilidade de colocar um plano e/ou habilidade em prática. 

Empreender não é fácil, e todos os futuros empreendedores, sejam de micros, pequenas e grandes empresas passam por uma sequência de desafios em seus negócios. E para enfrentá-los, é necessário um trabalho árduo e paciência para tornar o empreendimento bem-sucedido. 

Enumeramos 5 passos essenciais que você deve observar antes de abrir sua empresa:

Passo 1: Conheça a área e o mercado de atuação

Se você tem afinidade com a área que irá atuar isto é muito bom pois te dará uma base de conhecimento muito boa para empreender, sabemos que o conhecimento técnico na área de atuação é de fato muito importante, contudo ele não deve ser o único, é preciso mais do que afinidade, é necessário também conhecimento profundo que auxiliará a levar o negócio adiante.

Passo 2: Plano de Negócios

O plano de negócios é importante tanto para quem está abrindo o negócio quanto para quem está ampliando o empreendimento. Vale destacar que esse planejamento não elimina os riscos, mas evita que erros sejam cometidos pela falta de análise, diminuindo as incertezas do seu negócio.

  • Organiza as ideias ao iniciar um novo empreendimento.
  • Orienta a expansão de empresas já em atividade.
  • Apoia a administração do negócio, seja em seus números, seja em estratégias.
  • Facilita a comunicação entre sócios, funcionários, clientes, investidores, fornecedores e parceiros.
  • Capta recursos, sejam financeiros, humanos ou parcerias.

Passo 3: Custos de abertura da sua empresa

O custo médio para a abertura de uma empresa varia de estado para estado. Assim, o gasto com taxas e contador  pode variar entre R$ 200,00 a R$ 2.000,00.  Vale lembrar que na SMAIS Contabilidade sua abertura de empresa não tem custo com contador, você pagará apenas as taxas do governo que variam entre R$ 200,00 a R$ 400,00. 

Após abrir a empresa, os custos iniciais são: aluguel, gastos com água e energia, telefone, honorários do contador, impostos e os custos com funcionário – se houver contratação de imediato. 

Passo 4: Tributos

A microempresa estará enquadrada no Simples Nacional, que é uma forma simplificada e englobada de recolhimento de tributos e contribuições, tendo como base de apuração a receita bruta. A alíquota vai variar de 4% até 17,42%.

É importante você saber também que uma ME de serviço, comércio e indústria pagam impostos  diferentes. A de serviço paga o ISS; a de comércio, o ICMS; e a indústria o IPI. 

Aqui um contador torna seu parceiro indispensável neste processo, ele fará uma análise detalhada da tributação da sua empresa podendo ajudá-lo na correta tributação e levantamento dos custos de impostos para a correta precificação do seu produto/serviço.

Passo 5: Modalidades para abrir sua empresa

Empresa de Responsabilidade Limitada (Eireli)

A pessoa física que exerce atividade econômica sem sócios pode abrir uma Eireli. A principal diferença é que, em caso de dívidas, o patrimônio pessoal do empresário não será usado para o cumprimento das obrigações. Resumindo, há uma separação dos bens pessoais dos da empresa. O capital social mínimo exigido para a abertura de uma empresa de responsabilidade limitada é de 100 salários mínimos.

Sociedade limitada

Para abrir uma sociedade limitada é necessário ter pelo menos um sócio. Em caso de dívidas, os sócios responderão com seus bens pessoais, dentro da sua parcela na sociedade. Por exemplo: se há dois sócios e cada um deles responde a 50% na sociedade, em caso de dívidas, eles dividirão ao meio a responsabilidade de pagamento.

Sociedade Unipessoal 

Nesta modalidade, o empresário pode abrir seu próprio negócio sem precisar de um sócio, sem a exigência de um capital mínimo e ainda pode proteger seu patrimônio particular, já que apenas o patrimônio da Pessoa Jurídica responde pelas dívidas e obrigações da Empresa.

Empresário individual

Assim como na Eireli, a pessoa física não precisa de sócios para abrir a sua empresa. Porém, em caso de dívidas, seus bens privados serão usados para os devidos pagamentos aos credores. Isso também vale para dívidas pessoais, em que bens da empresa podem ser usados para quitá-las. Se o empresário for casado em comunhão de bens, os bens do seu cônjuge também podem servir como pagamento.

MEI  – Micro Empreendedor Individual

O MEI é o pequeno empresário individual que atende as condições abaixo relacionadas:

 Tenha faturamento limitado a R$ 81.000,00 por ano;

Que não participe como sócio, administrador ou titular de outra empresa;

Contrate no máximo um empregado;

Exerça uma das atividades econômicas previstas.

Categories:

Comments are closed

× Fale conosco