Como remunerar o empresário sem pagar imposto?

Powered by Rock Convert

Duas formas comuns utilizadas atualmente para remunerar os sócios das empresas são: a Retirada Pro-Labore e a Distribuição de Lucros.

É comum que os PJs especialmente os prestadores de serviços quase não terem despesas em suas empresas, desta forma uma analise correta sobre a forma de remunerar o empresário pode fazer toda diferença para o bolso do empresário. Vou demonstrar abaixo que uma escolha correta pode significar um carro novo para você, isso mesmo, acompanhe o artigo.

Sabemos que o Pro-labore sofre incidência de contribuição previdenciária e de imposto de renda, ao passo que a retirada de lucros não incidem estes impostos. Vamos nos dedicar neste artigo aos pontos importantes a serem observados no formato da distribuição de lucros para empresas do Simples Nacional e MEI.

Como funciona isso no Simples Nacional e MEI?

Existem duas formas de distribuir lucros com base no resultado contábil ou na presunção do resultado.  Mas o que isso significa na prática?

Com base na presunção do Lucro.

Neste formato a empresa pode distribuir lucros sem incidência de IRRF, contudo observando os percentuais de presunção aplicados a empresas do Lucro Presumido, de maneira geral aplicando as alíquotas de 8% para comércio e 32% para serviços.

Destaco que uma eventual distribuição de lucros que seja excedente aos limites estabelecidos pela legislação deverá ser submetida à tributação do imposto de renda na fonte. Para uma receita de R$ 10 mil/mensal, aplicando a presunção de 32%, tudo que exceder a 3.200,00 deverá ser tributado pelo IRRF.

Powered by Rock Convert

Vejamos na prática um exemplo de um PJ prestador de serviço, ambos os exemplos vamos considerar uma receita mensal de R$ 10.000,00 e uma retirada pro-labore de 1 (um salário mínimo) como a única despesa do PJ.

Valor prestação de serviço 10.000,00
Presunção serviço 32% 3.200,00
Distribuição com IRRF 5.802,00
Valor IRRF 700,00
Distribuição Liquida 5.102,00
Resumo da remuneração Mensal
Pro-labore Liquido 888,22
Distribuição Lucros com IR 5.102,00
Distribuição Lucros com isenção 3.200,00
Total liquido para o sócio 7.413,78

Com base no lucro apurado.

Para as empresas que mantém sua contabilidade regular onde toda a movimentação é devidamente registrada e apurada por um profissional de contabilidade, esta pode fazer a distribuição de lucros de 100% do lucro apurado. Acompanhe com os mesmos valores acima como ficaria neste cenário.

Valor prestação de serviço 10.000,00
Despesa com Pro-labore 998,00
Lucro apurado 9.002,00
Resumo da remuneração Mensal
Pro-labore Liquido 888,22
Distribuição Lucros com IR 0
Distribuição Lucros com isenção 9.002,00
Total liquido para o sócio 8.113,78

Pronto, simulações realizados vamos comparar os dois cenários:

Sem Apuração do lucro contábil 7.413,78
Com Apuração do lucro contábil 8.113,78
Diferença Mensal 700,00
Diferença anual 8.400,00
Diferença em 5 anos 42.000,00

Pronto, voltando ao que informei no inicio do artigo mantendo o mesmo cenário em 5 anos, seu rendimento seria maior em R$ 42mil, assim você poderia adquirir um carro novo com a economia no planejamento da sua remuneração como empresário.

Lembrando que a as distribuições de lucro durante o exercício fiscal, conforme apuração do lucro contábil, devem estar previstas no contrato social da empresa. Para fazer a distribuição de lucros de maneira exata, é preciso contar com o auxílio de um contador.

Por isso a S + Contabilidade Digital é especialista no assunto, entre em contato e comece a economizar de imediato.

Fale conosco pelo Whatsapp

Conheça nossos planos de contabilidade mensal.


There is no ads to display, Please add some
Powered by Rock Convert
× Olá, posso ajudá-lo?